sábado, 6 de novembro de 2010 Tags: , 10 comentários

Acordou em um dia ruim? JÁ ERA!

Gostaria que vocês lessem o texto e depois darem a opinião de vocês, que é muito importante. Obrigado!


Nesse fim de ano, uma das maiores preocupações de muita gente é entrar na faculdade. E não tem como falar em faculdade e não falar em ENEM e Vestibular. Todos sabem que esse ano o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) foi reformulado, e aconteceu hoje (06/11) e termina amanhã (07/11). Eu não fiz esse ano o ENEM, mas é só você pesquisar um pouco na internet pra saber a bagunça que foi. Depois de poucas horas do fim da primeira parte do exame, você encontra na internet muitas reclamações: os gabaritos estavam errados, muitas provas tinham questões repetidas e questões faltando, muitas questões com alternativas iguais, confusas, etc. E uma das reclamações mais frequentes esse ano foi a bagunça de horários. Estava vendo no jornal que houve uma confusão, e alguns estados fecharam os portões mais cedo e alguns mais tarde. Mas eu quero fazer uma pergunta muito básica: Você acha correto e adequado o sistema de seleção do Brasil na hora de decidir quem vai pra faculdade?

Pra ajudar você a responder essa questão, vou falar um pouco sobre o ensino. No Brasil, existem milhões de escolas, e a grande maioria delas são particulares. E porque precisamos de escolas particulares, se pagamos impostos e temos escolas públicas? Os políticos desse Brasil de Deus dizem que é porque não tem escolas para todos (o que é um absurdo). Mas temos uma questão muito mais grave: o ensino nas escolas públicas não é bom. Não adianta vir falar que não é verdade, porque se não fosse, não teriamos tantos alunos matriculados em escolas particulares e pais pagando mais(porque já pagam impostos) para ver seus alunos em escolas de qualidade. Se fosse um ensino de qualidade, os filhos dos políticos estariam nas escolas públicas, e não em escolas particulares ou pior, estudando no EUA, Europa, etc. Mas vamos focar agora na faculdade.

Depois de anos estudando, anos tendo provas e tudo mais, você está livre do colégio, certo? ERRADO! Depois de todo esse tempo se esforçando pra tirar notas boas, você tem que estudar MUITO, eu disse MUITO MAIS pra conseguir ir bem no ENEM e, principalmente, passar no vestibular de uma boa faculdade. Agora vamos pensar na seguinte situação: no dia do vestigular ou do ENEM você acorda péssimo. Vai fazer a prova e te da um branco. Você esquece tudo, ou não consegue se concentrar, porque está num dia péssimo. E aí? Todo o seu estudo foi pro saco? Não serviu pra nada? A ta entendi.

Então você me pergunta: qual seria a solução? Existe uma forma muito mais justa de ser selecionado para a faculdade. Nos Estados Unidos, não tem essa de ENEM, vestibular, escolas particulares e tudo isso. E sabe por quê? Porque lá o ensino é realmente de qualidade e eles confiam nesse ensino. Lá eles tem outro tipo de estudo, outra forma de ensinar, OUTRA CULTURA. E eu posso falar isso, pois tenho amigos que foram fazer intercâmbio nos EUA, me contaram como é e, assim como eu, acharam simplesmente maravilhoso o modo de ensinar das escolas de lá.

Mas então como eles entram na faculdade? Lá, os alunos são avaliados de outra forma. Sim, eles também tem uma prova. Parecido com o ENEM, o SAT Reasoning Test (ou SAT 1) é uma prova mais focada em matemática, interpretação de testo, e redação crítica. MAS OS ALUNOS NÃO SÃO AVALIDOS SÓ POR ESSA PROVA. Essa é só uma pequena parte. Essa prova não é a parte mais importante. Claro que é levado em consideração o resultado do SAT 1, mas não é a parte maior da seleção. Além disso, são avaliados os históricos escolares (desde o seu começo na escola), o envolvimento em atividades voluntários, e cartas de recomendação dos professores. Ou seja, você pode ter acordado em um dia ruim e não ter se saído tão bem no SAT 1, que mesmo assim você tem oportunidade de entrar em uma faculdade de boa qualidade. Ou seja, é avaliado o estudo de TODA a sua vida.

Mas será que isso daria certo no Brasil? Daria, mas além de mudar o ensino, teriamos que mudar um pouco nossa cultura. E como tudo no Brasil é bem trabalhoso, tudo isso seria muito dificil. Ou levaria anos, muitos anos.

PS: Mudei o tema. Em homenagem a melhor saga de todos os tempos! Fui!

10 Response to Acordou em um dia ruim? JÁ ERA!

7 de novembro de 2010 12:51

Oi Lucas!
Eu adorei o post, bem consciente e antenado, realmente o ensino no Brasil é bem precário e tem um sistema de avaliação mais precário ainda... E vou lhe dizer, o ensino superior não é bem diferente, hoje você tem que ter um raciocínio mercadológico quando for pensar na faculdade que vai fazer e tudo, e agora acabou essa referência de onde estudou, o que importa é a sua dedicação pra ser diferenciado... Triste né?

Adorei sua visita no blog! E o template tá lindo! Beijinhos!

7 de novembro de 2010 13:24

Realmente o ensino no país vai de mal a pior. Os políticos até tentam fazer escolas técnicas e melhorar o ENEM mas o que falta são Escolas e Faculdades com um bom sistema de ensino e com um bom sistema de avaliação. Colocar o aluno pra decorar um monte de assunto durante um ano eu não acho correto. Mas essa situação tá LONGE de mudar

7 de novembro de 2010 23:59

Nunca pensei nisso sabe? É POR ISSO QUE VOU FAZER INTERCÂMBIO PRA ALEMANHA DANÇA~~~~~~~~ se deus quiser q deus says: eu quero.

Tem post novo no SD... corre lá <3
Bjonas <3

8 de novembro de 2010 17:33

Infelizmente o ensino do Brasil é vergonhoso. E eu nunca tinha parado para pensar nesse "e se eu acordar num dia ruim" porq na escola os professores ainda ajudam com "um trabalhinho para recuperar a nota" coisa que definitivamente não acontece num ENEM ou Vestibular. Fora que a escola pública não dá a base para esses tipos de teste e esse sistema capitalista não está nem um pouco preocupado com isso. Nada muda da água pro vinho, ainda mais num país gigante que nem o nosso, mas nossos políticos não fazem o menor esforço também.
Super beijinhos, adorei o texto!

9 de novembro de 2010 00:54

NOSSA REALMENTE ESSE ENEM PARECE QUE FOI UMA BOSTA.
Minha amiga fez ele reclamou um bucado.
Tée.

10 de novembro de 2010 15:31

Eu faço ENEM desde 2004. Sinta a tensão.
Um ensino bom e universidades públicas não são uma questão de cultura ou dinheiro, mas sim de origens. E ninguém muda suas origens. Acho que muitas coisas veem aos poucos, conforme tudo vai se atualizando e se tornando (democrático?) plausível. O PROUNI já foi um grande passo - na minha opinião - e conseguir uma bolsa não é o mais difícil do caminho pra universidade, difícil é passar na USP ou na Santa Casa. O ENEM se tornou somente um atalho pro ensino particular ou pra federal de SP. E em SP apenas 3 universidades são tradicionais e oferecem um ensino decente. TRÊS. Ou seja, mais vale todo esse esforço pra USP do que pra uma UniMacumba qualquer...

11 de novembro de 2010 13:48

Hey ^^

Ótimo texto ^^ realmente penso como vc e quem tem o conhecimento da educação no Brasil há de concordar.
Quando me vem a palavra ENEM vem justamente os EUA em mente, pois tinha também o conhecimento que lá as coisas são diferentes, eles acreditam na base educacional e como vc falou é levado em consideração sua vida académica.
Existe no Brasil um projeto para os filhos de deputados, políticos em geral colocarem seus filhos nas escolas públicas, alguns acreditam (como eu) que apenas dessa maneira vão priorizar a educação, agora pergunto quando?! vai saber...

Xoxo

:: Loma

12 de novembro de 2010 00:09

oiee,
adorei seu post. Um enem é uma palhaçada e eu realmente ando revoltada com ele. Sem falar que o tipo de questão não serve pra avaliar o 'aprendizado' nem o conhecimento da vítima. Não sei se o SAT daria certo no brasil, aqui a educação é muito levada "nas coxas"..
Amei o theme novo.
boa semana
;*

13 de novembro de 2010 19:03

Ótimo post!!!

O ensino no Brasil é um assunto bem delicado.
Fiz parte da primeira turma que prestou o ENEM, lembro de ter sido uma prova tranquila... mas não contou mto pra entrar na facul rsrsrs

Na minha humilde opinião, a progressão continuada veio apenas para aumentar os números de alunos que frequentam a escola e não se preocupou com a qualidade...

Bjs
Mari
Psychobooks

13 de novembro de 2010 19:41

Ah, acho que a educação no Brasil ainda vai demorar MUITO, MUITO mesmo! Os EUA já estão em outro padrão de ensino, e a organização deles lá é realmente boa. Mas, acho que o Brasil tem capacidade de melhorar, só precisa de mais organização..

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Não esqueça de deixar seu Nome e seu blog/site ou e-mail para que eu possa responder seu comentário, e lembre-se: educação SEMPRE!